Por que tantos termos precisam ser utilizados quando se descrevem moradias na velhice?

Há algum tempo venho desenvolvendo reflexões sobre a quantidade de termos sendo utilizados para indicar moradias institucionais, tecnicamente chamadas de Instituições de Longa Permanência para Idosos – ILPI, termo formalmente definido para que houvesse parâmetros para o bom funcionamento. Além da quantidade de palavras, carrega o peso de ser uma “instituição”, o que as associa […]Read Post ›

Como são organizadas as moradias de famílias que se reconfiguram na velhice?

Considera-se natural, normalmente, que as novas configurações familiares ocorram por rupturas consequentes de divórcios ou viuvez, em especial na meia idade. Surpreendem notícias sobre casamentos de idosos e geralmente vêm justificadas por histórias românticas de reencontros ou revelações de amores platônicos. Com esse foco, pouco se considera sobre as mudanças da moradia, até porque já […]Read Post ›

O que motiva as pessoas a caminharem nos espaços públicos, especialmente quando idosas?

Oriento uma pesquisa para mestrado, sendo desenvolvido pela arq. Mariana Alves do Nascimento, já qualificada. Foca as relações sociais no espaço urbano a partir das suas transformações, visto que a dinâmica da cidade muda quando são inseridos novos elementos construídos, especialmente edifícios de grande porte que resultem na presença de pessoas estranhas ao lugar. Atividades […]Read Post ›

Podemos afirmar que os idosos com autonomia moram sós porque dispensam atenção?

No artigo intitulado “Quanto mais você conversar com seus pais mais eles viverão” (https://www.portalraizes.com/quanto-mais-voce-conversar-com-seus-pais-mais-eles-viverao/), o Portal Raízes oferece uma reflexão significativa quanto ao contexto de idosos que moram sós e, muitas vezes, deixam de ser visitados pelos parentes por uma falsa ideia de que “preferem ficar sós”. Há uma tendência de os compromissos absorverem de […]Read Post ›