Moradias destinadas a grupos específicos de idosos podem oferecer maior conforto aos seus habitantes?

Há um dilema ético constantemente em discussão quando é abordada a segmentação por grupos em moradias institucionais: separar por sexo, por capacidade funcional e cognitiva ou por preferências, havendo sempre a consideração de se dar oportunidade para novos vínculos e a diversidade pode proporcionar experiências mais ricas. Parte-se do princípio da tolerância e da solidariedade, […]Read Post ›

Idosos solitários sempre são impertinentes ou podem ajudar desalentados a reencontrar a felicidade?

Quantas vezes ouvimos histórias em que vizinhos se colocam tão disponíveis que chegam a um estágio insustentável, incomodando mesmo quando encontros furtivos sugerem que será difícil se desvencilhar de longas conversas. Idosos desenvolvem uma percepção de tempo diferente, de acordo com atividades menos urgentes e passíveis de serem postergadas. Assim, são tachados de impertinentes e […]Read Post ›

Por que os residenciais para idosos devem oferecer ambientes de estar estimulantes para os encontros entre gerações?

Quando as residências familiares são organizadas, seja somente com casais jovens, com crianças ou com várias gerações convivendo sob o mesmo teto, sempre há espaços destinados aos encontros sociais, definindo um território que atende desejos e necessidades de toda a família. A sala de estar, assim como possíveis ambientes em varandas e jardins destinados a […]Read Post ›

Quais alternativas de moradia na velhice oferecem autonomia e podem evitar a solidão?

Muitos familiares de idosos moradores em residenciais coletivos confessam estarem pouco à vontade com essa decisão, pois temem que se sintam abandonados. A opção é tomada geralmente porque a dificuldade de cuidar em casa mostra-se impraticável pelos riscos de quedas ou de administrarem-se medicamentos de modo errado. Equipes especializadas têm melhor preparo para eventos inesperados, […]Read Post ›