Como deverá ser o “novo normal” no atendimento de idosos a partir do fim da pandemia pelo coronavírus?

Temos escutado com frequência a expressão “novo normal”, a partir da compreensão de que o mundo todo está em processo de transformação, enquanto aprende com a experiência nefasta desse inimigo invisível denominado COVID-19. Governantes e gestores em geral viram-se estarrecidos com a velocidade das consequências dessa contaminação, a começar pela necessária proteção dos mais frágeis, […]Read Post ›

Que estratégias têm sido adotadas em muitos países para retardar a necessidade de institucionalizar o idoso?

A busca por alternativas de moradia na velhice em geral advém da necessidade de maior assistência, da falta de cuidadores informais que ofereçam a atenção necessária em cada situação ou, mesmo, da dificuldade de conviver na mesma casa com outras gerações. Raramente são encontrados idosos que se mudam para os residenciais especializados porque desejam uma […]Read Post ›

Que elementos de ambientes ao ar livre contribuem para a autonomia de idosos institucionalizados?

Residenciais para idosos, geralmente, têm espaços ao ar livre aproveitando recuos frontais e áreas laterais dos terrenos. Mas os espaços mais interessantes podem ser aqueles que permitem ambientes de interação entre os moradores, seja em momentos de pura contemplação até em atividades propostas para animação e preenchimento do tempo livre. Aspectos tais como condições climáticas, […]Read Post ›

O que idosos que moram em residenciais assistidos podem desejar como preenchimento do seu tempo livre?

Entre os compromissos assumidos pelos residenciais que recebem moradores idosos, destacam-se aqueles que oferecem o conforto desejado nas rotinas diárias, tais como auxílio em situações de emergência, apoio para facilitar os hábitos de higiene, alimentação balanceada e adequada a dietas com restrição, entre outros itens de acompanhamento para o bem-estar clínico e psicológico. Procuram oferecer […]Read Post ›