Que lugares de uma moradia institucional para idosos devem ser qualificados para a construção de vínculos significativos?

Desde 2015, tenho produzido ensaios que abordam aspectos diversos sobre moradias para idosos, sempre considerando a unidade habitacional, o condomínio, o bairro e a cidade. Pesquiso sobre novas alternativas, visto que a longevidade está aumentando significativamente e a natalidade em queda determina que os cuidadores familiares já não estão disponíveis para oferecer a atenção necessária […]Read Post ›

O que motiva as pessoas a caminharem nos espaços públicos, especialmente quando idosas?

Oriento uma pesquisa para mestrado, sendo desenvolvido pela arq. Mariana Alves do Nascimento, já qualificada. Foca as relações sociais no espaço urbano a partir das suas transformações, visto que a dinâmica da cidade muda quando são inseridos novos elementos construídos, especialmente edifícios de grande porte que resultem na presença de pessoas estranhas ao lugar. Atividades […]Read Post ›

Unidades habitacionais em condomínios exclusivos para idosos podem receber moradores mais jovens?

O preconceito com residenciais para idosos, oficialmente denominados Instituições de Longa Permanência para Idosos e associados aos antigos asilos, ainda é muito significativo no Brasil. Tenho insistido que considero urgente pensarmos em residenciais para idosos com características mais apropriadas para diferentes situações de velhice, pois é heterogênea e já não é mais aceitável pensarmos que […]Read Post ›

Como são as datas festivas, tais como Natal e aniversários, para idosos que vivem sozinhos em suas casas?

Morar sozinho é uma tendência contemporânea para pessoas solteiras, separadas por divórcio ou viúvas, especialmente quando não têm filhos ou eles constroem seus próprios lares. Algumas vezes há conflitos familiares que afastam pais e filhos, tornando os encontros raros e difíceis. Assim, podem mergulhar na solidão, já que ter objetivos estimula à atividade e ameniza […]Read Post ›

Comunidades que mantêm redes de apoio oferecem efetivo bem-estar a idosos que desejam morrer em casa?

Já abordamos experiências que descrevem redes de apoio comunitário, em especial apoiadas na confiança gerada por vizinhos que atuam como agentes integradores. Podem ser iniciativas espontâneas, mas em geral, são melhor organizadas quando há uma política pública que sistematize o seu funcionamento, principalmente por considerar a existência de recursos humanos e financeiros provenientes das esferas […]Read Post ›

Cooperativas de cuidado podem ser alternativas importantes para o verdadeiro sentido de aging in place?

No site Outras Palavras – http://outraspalavras.net/blog/2017/10/13/comuns-holanda-constroi-com-cuidado/ – a jornalista e diretora do Instituto Procomum,  Georgia Nicolau, publicou recentemente o relato de sua participação em evento na Holanda, no qual uma experiência em especial chama muito a atenção para as reflexões sugeridas neste blog sobre moradia na velhice. Refere-se à existência de uma cooperativa de cuidados, […]Read Post ›