Que aspectos são decisivos para garantir condições adequadas de moradia?

No semestre passado, trabalhei com uma disciplina do curso de Gerontologia intitulada Envelhecimento e Velhice no Cinema, usando filmes que retratam situações que envolvam idosos em suas moradias, nos mais diversos modelos. No primeiro módulo abordamos as residências unifamiliares, considerando o idoso que mora só, que convive com um cuidador profissional em sua casa, o idoso cuidado por outro idoso e quando a convivência com filhos e netos pode ser muito negativa ou, ao contrário, muito positiva. A cada semana, lançou-se uma questão para que os alunos comentassem suas impressões e, a partir do conjunto delas, foram destacadas palavras-chave que caracterizam cada situação.

Autonomia, respeito, bem-estar e privacidade foram algumas delas. Evidentemente, cada caso é um caso, mas em qualquer situação esses elementos se encaixam, pois é importante estimular a autonomia para que a velhice não se torne um problema mas, sim, uma solução! O respeito deve partir de todos, inclusive do próprio idoso, que nem sempre o praticou em família: não se pode exigir que um filho maltratado toda a vida se esqueça de tudo. Por outro lado, ainda há muitos estereótipos em relação à velhice que são transmitidos às crianças, o que as afasta dos seus parentes idosos. Se a presença de um cuidador for a melhor alternativa, uma ambiência produtiva envolverá dispositivos que facilitem o manejo e a cordialidade na convivência diária, visto que pode ser alguém estranho se for contratado um profissional. Especialmente quando o cuidador é um cônjuge também idoso, essa situação é ainda mais delicada, pois também estará em declínio e precisa de atenção.

Ficou claro que a tecnologia está oferecendo alternativas que facilitem a assistência, embora ainda a divulgação seja comprometida pelo preconceito de acharmos que velho é o outro… Se pensarmos que estamos caminhando para a velhice e que o declínio é inevitável, podemos até prevenir esforços desnecessários e aproveitarmos pequenas invenções que nos permitem mais tranquilidade. Barras de apoio nos banheiros já deixaram de ser rejeitados por lembrarem fragilidade, corrimãos em escadas garantem evitar pequenos acidentes, iluminação adequada não só destaca as cores como elimina sombras que causem desorientação. Aos poucos vamos nos conscientizando de que a melhor escolha para a moradia na velhice é aquela em que todos estejam bem, visto estarem percorrendo o mesmo caminho no ciclo da vida.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.