Como criar condições confortáveis, seguras e econômicas para manter a autonomia de idosos em casa?

As quedas configuram um alto risco para idosos que moram sós ou com outros idosos, porque podem gerar fraturas e consequências psicológicas pelo temor de novos eventos. O constrangimento por não ter controle sobre situações assim acaba por dificultar a comunicação com os cuidadores familiares que, apesar de igualmente poderem cair, terminam por censurar ações e condições de arranjo na residência, questionando a autoridade dos mais velhos. Mas todos podem sofrer acidentes e, então, alguns recursos simples podem contribuir para aumentar a segurança e o conforto.

Um artigo do jornal New York Times descreve situações que poderiam ser evitadas com recursos simples e baratos, mas que nem todos têm a orientação adequada para realizar essas modificações (https://www.nytimes.com/2021/04/23/health/elderly-medical-equipment.html). A partir da história do Sr. Hancock, com 64 anos, descreve o serviço oferecido pelo hospital Johns Hopkins, um programa chamado CAPABLE (Community Aging in Place — Advancing Better Living for Elders), com uma equipe multidisciplinar para orientar sobre o uso de dispositivos de assistência baratos.

Ao longo de várias visitas, a equipe perguntou sobre suas necessidades e prioridades e forneceu uma cadeira de banho e um tapete de banho de borracha. A pessoa responsável pelos reparos instalou barras de apoio ao redor da banheira, anexou um bocal de chuveiro de mão e adicionou um corrimão ao lado do vaso sanitário. Sr. Hancock aprendeu a usar tudo.

A ênfase desta questão é a possibilidade de compor elementos que possibilitem maior segurança com um investimento relativamente baixo e com dispositivos que estão disponíveis no mercado, facilmente encontrados e com diferentes opções. Muitos idosos poderiam se beneficiar com a utilização desses dispositivos simples e de baixo custo, mas há poucos que realmente os adquirem. Um estudo americano traz a proporção de idosos que já contam com esse suporte.

Dos que poderiam ter se beneficiado de uma cadeira de banho e barras de apoio para o banho, 26% não tinham nenhum dos dois e apenas 40% tinham ambos. No grupo que poderia ter usado um vaso sanitário elevado ou assento sanitário, além de uma barra de apoio para uso do vaso sanitário, 44% não tinham nenhum dos dois e 24% tinham ambos. 

Não basta a retirada de tapetes e evitar as quinas dos móveis, é preciso conhecer os dispositivos que efetivamente sejam úteis para melhorar a condição da residência e evitar quedas. Criar condições confortáveis, seguras e econômicas para manter a autonomia de idosos em casa potencializa a confiança e possibilita a permanência por mais tempo em sua própria casa e convivendo com a sua comunidade. Melhora a qualidade de vida dos familiares que se preocupam com eles, pela certeza de contar com um suporte físico mais eficaz para evitar quedas. Fica clara a importância de equipes multidisciplinares que ampliem a assistência, especialmente orientando sobre como melhorar o bem-estar e a qualidade de vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.