Como os idosos enfrentam os dias frios e úmidos quando as moradias não estão preparadas para o inverno?

O Brasil tem clima tropical, embora sua extensão territorial resulte em temperaturas extremas, tanto no verão quanto no inverno. Apesar disso, as mudanças climáticas que têm provocado intempéries no mundo todo já não determinam claramente condições características das quatro estações. Ocasiona períodos de calor no inverno e de frio no verão, potencializando temperaturas que nem sempre podem ser amenizadas pela construção que abriga a moradia ou por dispositivos que regulem o ambiente domiciliar para condições mais amenas.

As mulheres sentem mais frio que os homens porque têm menos massa muscular, responsável por maior gasto energético e que se transforma em calor corporal. Com o avanço da idade, essa diminuição da massa muscular, denominada sarcopenia, acarreta o aumento da sensação de frio em ambos, associada à perda de gordura no corpo e ao afinamento da pele. O médico geriatra Alessandro Falchembak assevera sobre o cuidado com os idosos no inverno (https://www.campograndenews.com.br/artigos/idosos-precisam-de-cuidados-especiais-no-inverno):

A queda brusca de temperatura no inverno em algumas regiões do país possibilita o surgimento de doenças típicas dessa estação. Alguns grupos de pessoas costumam sofrer mais com o frio, como no caso dos idosos, e precisam de cuidados especiais e mudanças na estrutura do lar para passarem pelo período sem contratempos.

Destaca que o exercício físico deve ser mantido, se não houver restrição médica, evitando mudanças bruscas de temperatura ao transitar entre ambientes abertos e fechados. Portanto, fica evidente a importância de preparar a moradia para todas essas circunstâncias, desde definir estratégias de ventilar a casa sem criar correntes de ar, até aproveitar momentos de sol através das aberturas, sempre considerando os revestimentos mais adequados para cada estação. Se for uma região em que predomina o calor, os pisos frios serão preferíveis, mas podem ser acrescentados alguns tapetes fixados para não enrolar, especialmente para evitar que os pés absorvam umidade. 

É muito bom utilizar equipamentos que aqueçam o ambiente, mas sempre considerando o cuidado com aquecedores avulsos que apresentem fios atravessados ou a proximidade com materiais que possam queimar. É bastante comum o uso desse recurso em banheiros, mas sempre é bom lembrar que janelas fechadas provocam o acúmulo de vapor, o que pode dificultar a visão e a utilização correta de barras de apoio e outros acessórios.

O cuidado com roupas e calçados que provoquem quedas, por enroscarem em outros objetos, sempre dependerá de uma disposição de móveis com espaço suficiente para passar sem riscos, mesmo mantendo-os firmes para que sirvam de apoio, sendo importante a boa escolha de puxadores, quinas e objetos de adorno. A casa é o abrigo do corpo e, portanto, deve oferecer conforto e segurança, em especial em dias frios, quando aumenta o recolhimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.