Qual a importância de preparar a casa no Natal para receber as diversas gerações que compõem uma família?

Os eventos de final de ano são muito significativos para o brasileiro, em especial o Natal. É em função dele que se decoram portas e são montadas árvores inspiradas nos pinheiros americanos, além de manter a imagem de um Papai Noel vestido para um inverno glacial e ambientado em casas com lareiras ardentes. Enfim, a fantasia de uma fábrica de brinquedos, povoada por duendes auxiliares e com um trenó puxado por renas voadoras que levarão os presentes pelos ares ao redor do mundo… ah, isso não tem preço. Caímos nessa cilada comercial, mas nada substitui o olhar de crianças curiosas e esperançosas com a visita desse personagem tão fantástico, que traz alegrias através de surpresas embaladas em papéis coloridos e sugere muitos abraços de pessoas que quase não vemos ao longo do ano todo.

Mas não há como negar que o espírito de Natal muda nossa moradia, desde a unidade habitacional propriamente dita até a cidade como um todo, com ruas mais iluminadas, fachadas decoradas e centros comerciais abusando de temas natalinos para atrair ainda mais à fantasia. Confesso que gosto muito, a cada ano aparecem soluções mais criativas e com tecnologia. Em São Paulo, a tradicional árvore de Natal do Parque Ibirapuera ficou 20 metros menor, mas foi deslocada para o lago e oferece um show de águas dançantes ao som de músicas natalinas. Além disso, os ônibus urbanos que passam por lá à noite estão decorados com lâmpadas de led coloridas contornando a pintura, além de serem dirigidos por Papais Noéis que abanam e descem para animar crianças e adultos presos no trânsito, que se torna caótico a cada noite de apresentação.

A Avenida Paulista já foi mais animada, com decorações exuberantes em fachadas de bancos e shopping centers, além de um palco imenso que atravessava de uma calçada a outra e se transformava em evento para a virada do ano. Desde o ano passado os enfeites estão mais modestos, talvez em função da crise que assolou o país nos últimos três anos. Mesmo assim, o espírito de Natal pode ser percebido nos domingos tomados por pedestres e ciclistas, através dos muitos vendedores ambulantes que oferecem todo tipo de artesanato, sugestões interessantes para presentes criativos e baratos.

Mas o mais interessante é pensarmos que, apesar de crises econômicas que provocam mudanças de comportamento, as reuniões familiares continuam e o desejo de rever amigos e parentes mantém o propósito de arrumar a casa para receber os entes queridos. Nesse contexto, os idosos talvez sejam as pessoas mais ansiosas por estes encontros, pois o desejo de sentirem-se pertencentes à família supera a alegria das crianças que esperam presentes de Papais Noéis abonados ou não, mas promovendo o prazer de trocarem-se lembranças desse momento. É quando as gerações atualizam seus sucessos, lembram suas perdas e se abraçam, reunindo-se em casas mais coloridas e garantindo o pertencimento, em especial daqueles que já viveram muitos Natais na vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.