O que se espera das equipes que recebem idosos em moradias institucionais ou centros dia?

Existe um preconceito relacionado à perda de capacidades físicas e cognitivas na velhice, levando a supor que o idoso sempre volta a se comportar como criança. Ocorre que o envelhecimento é um processo individual, resultando em condições diversas na fase final da vida. Com a longevidade aumentando, muitos ficam surpresos com o potencial criativo e laboral de pessoas mais velhas, mas ainda há os que infantilizam aqueles que passam a morar em residências especializadas ou aderem a centros dia, mantendo-se com as famílias no período da noite e nos finais de semana.

Em janeiro deste ano, a escritora Fabíola Simões publicou uma reportagem interessante (https://www.asomadetodosafetos.com/2019/01/creches-para-idosos-comecam-a-surgir-em-cidades-como-rio-de-janeiro-e-agradam-moradores.html) a respeito de centros dia que funcionam no Rio de Janeiro , sendo muito importante estimular a convivência entre idosos e a criação de vínculos significativos, informando sobre meios de realizar esses encontros. Ressalva-se a necessidade de esclarecer que o termo “creche”, apesar de significar ninho e proteção, está muito relacionado com crianças, sugerindo que idosos voltam à infância, o que não é verdade. Em outro momento usa o termo “clínica”, destacando que vovôs e vovós vão participar das atividades sob a supervisão de uma equipe composta de nutricionista, psicóloga, fonoaudióloga e terapeuta ocupacional.

Os centros dia são equipamentos que já estão presentes no cenário brasileiro e oferecem exatamente esse serviço de atividades que estimulam a convivência social, além de promoverem o aprimoramento cultural e até o exercício cognitivo. Também o termo “asilo” já não define o que são as atuais Instituições de Longa Permanência para Idosos, moradias assistidas que já configuram alternativas importantes para indivíduos que decidem por essa alternativa por necessitarem de auxílio e cuidados em algumas atividades da vida diária.

A psicóloga Simone Manzaro publicou em 2017 no Portal do Envelhecimento (https://www.portaldoenvelhecimento.com.br/infantilizacao-da-pessoa-idosa/):

É importante quebrar esse estigma de que todo idoso é alguém dependente, sem autonomia e que não tem direitos e deveres. (…) Ao infantilizar a pessoa idosa criam-se alusões e falsos parâmetros acerca do processo de envelhecimento, que pode determinar a forma como essas pessoas são e serão tratadas.

Alegria e prazer pode sugerir comportamentos semelhantes aos das crianças, indivíduos livres de condicionamentos e com muita espontaneidade. É preciso estar atento ao que é expressão de liberdade, deixando de lado a exigência de que o idoso deve manter atitudes de tristeza e introspecção. Aliás, a experiência permite decidir sobre o que de fato vale a pena: a alegria será sempre bem-vinda, definindo o melhor meio de relacionar-se com as pessoas amadas.

4 comments on “O que se espera das equipes que recebem idosos em moradias institucionais ou centros dia?

  1. Existe sim muito preconceito com relaçāo aos Centros Dia, mas também muita acomodaçāo destes oferecendo oficinas e atividades sem nenhum significado para os idosos. Poucos sāo os que estimulam os idosos a exercerem suas habilidades e exibirem seus conhecimentos. Isto faz toda a diferença a meu ver.

    Curtir

    • Eduardo, faço parte da diretoria de uma ILPI, Solar dos Jovens de Ontem, esta sempre com relativa dificuldade financeira, contudo, fazemos o possível para que nossos moradores exerçam de forma rotineira o desenvolvimento das suas habilidades. Vc poderia sugerir alguma atividade que possamos desenvolver.

      Curtir

      • José Donizeti, oferecer condições de autonomia é o que considero o fator mais importante, reconhecendo competências e permitindo que exerçam atividades, mesmo que de modo limitado. Obrigada por participar, o objetivo deste espaço é exatamente este: que criemos uma rede que possa trocar ideias para melhorar as condições de moradia para idosos. Pessoalmente acredito que temos muito o que fazer, especialmente considerando o espaço físico e as possibilidades de encontros positivos entre todos os sujeitos que se relacionam ali.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.