O que idosos que moram em residenciais assistidos podem desejar como preenchimento do seu tempo livre?

Entre os compromissos assumidos pelos residenciais que recebem moradores idosos, destacam-se aqueles que oferecem o conforto desejado nas rotinas diárias, tais como auxílio em situações de emergência, apoio para facilitar os hábitos de higiene, alimentação balanceada e adequada a dietas com restrição, entre outros itens de acompanhamento para o bem-estar clínico e psicológico. Procuram oferecer condições estruturais adequadas, através do funcionamento normal de equipamentos, limpeza frequente e oportunidades para sentirem-se pertencentes ao lugar, estimulando a autonomia e a independência possível. Ao considerar que essas rotinas normalmente resultam em tempo livre e que, principalmente, o lazer é elemento fundamental para a manutenção do bem-estar, vale uma reflexão sobre quais atividades contribuem para isso.

Há propostas de atividades culturais, envolvendo música, arte e literatura, essa última podendo ser facilitada pelos áudio-books. O uso da televisão como meio de atualização através de noticiários e para o aproveitamento de filmes ou novelas de diversos temas tem sido muito utilizado, mas é preciso repensar como uma única sala com muitos telespectadores de fato oferece aproveitamento. Muitos descobrem talentos que não conheciam e passam a gostar de atividades que envolvam desenho, pintura ou outras atividades manuais, mas a música pode ainda aproximar grupos e promover vínculos positivos entre moradores com afinidades.

Outro modo de preencher o tempo e, ao mesmo tempo, promover a atividade física, são os eventos que possibilitem algum esforço dentro dos limites de cada idoso, tais como ginástica, dança sênior, caminhadas e jogos que desafiem seus limites e os tire de situações acomodadas. Qualquer atividade que exija movimento, seja sentada ou em pé, provoca o praticante a superar limites, possibilitando não somente o efeito físico, mas também trazendo o prazer do sucesso.

Mas há, também, alguns hobbies que podem ser praticados por aqueles que apreciem ou, até, descubram habilidades para tal, como jardinagem, cuidado de animais, costura ou marcenaria, além de práticas mais refinadas como tricô, bordado e crochê. Sempre deverá haver uma condição adequada para apoio de qualquer uma dessas atividades, considerando os esforços e riscos de incidentes que podem gerar alguns problemas de continuidade.

Mas são as atividades sociais que podem, efetivamente, estabelecer a verdadeira conexão do morador com o residencial. Visitas familiares e de amigos são imprescindíveis e igualmente deve haver boas condições para o conforto do grupo nestas oportunidades, em ambientes de estar que produzam certa privacidade e possam promover encontros positivos, incluindo crianças que igualmente serão bem-vindas se estiverem à vontade. Afinal, ali é a casa do idoso e, como tal, será acolhedora se tiver característica familiar e mantiver a ambiência adequada para ser percebida como lar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.