Quais atividades podem ser propostas aos idosos que deixaram de visitar e receber visitantes para distração?

Muito tem sido discutido sobre a intensificação dos cuidados em residenciais para idosos, considerando a fragilidade de muitos que convivem diariamente sob cuidados profissionais. Para tanto, o grupo de colaboradores especializados e que se dedicam a essa população preparam e atualizam o guia ilpi.me criado para orientar gestores de moradias institucionais, equipamentos carentes de profissionais da saúde. Nesse contexto, muitas estratégias de animação têm sido adotadas, para que não haja outras consequências além de contrair a COVID-19. Os esforços para manter as interações sociais foram invertidos para evita-las, e o risco de depressão e sentimento de abandono passam a estar no foco da atenção dos gestores, por ser tão importante quanto adoecer neste momento tão delicado do cuidado.

Mas não somente os residenciais de idosos têm essa preocupação, há muitos que se mantêm em suas casas, sozinhos ou acompanhados de cuidadores, familiares ou profissionais, o que exige igualmente a atenção nesse sentido. Já é possível perceber que o contato virtual aumentou exponencialmente, o que exigiu que muitos aceitassem melhor a tecnologia por não haver outra alternativa. Os smartphones e tablets têm sido muito mais adotados e oferecem um alívio para os riscos de solidão, um sentimento que leva à tristeza e à insegurança para pessoas de todas as idades.

Embora a programação das emissoras de televisão esteja oferecendo mais opções para o entretenimento, a partir da abertura dos sinais para ampliar a oferta de séries e outras produções, há uma ênfase significativa em noticiários que ampliam os debates sobre a atual situação no Brasil e no mundo. Contabilizar os infectados e os mortos, muito mais do que os curados e os protegidos, pode também significar o aumento da angústia em saber que cada indivíduo está em risco, despertando comportamentos ansiosos e exigindo mais atenção ainda. Portanto, é preciso dimensionar o quanto de informação deva circular e, preferencialmente, divulgar as positivas, desde que não signifique um relaxamento do cuidado.

Há atividades importantes para serem estimuladas a todos os idosos: manter caminhadas, mesmo dentro de casa, além de exercícios simples com movimentos de pernas e braços, tanto apoiados em cadeiras ou barras ou sentados. Ginástica com música é sempre muito estimulante, especialmente para os braços, e jogos de mesa podem ocupar a mente para manter a vitalidade na busca de objetivos produtivos. As refeições são mais agradáveis com mesas adornadas com elementos coloridos e alimentos nutritivos, criando momentos divertidos através de conteúdos temáticos.

Tristeza é adoecimento da alma. A busca de estratégias para proteção dos idosos contra doenças contagiosas deve sempre estar acompanhada pela atenção às emoções, enquanto pessoas queridas não devem se aproximar para manter o isolamento social pelo tempo necessário para a segurança de todos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.