Que cuidados pessoais podem promover uma longevidade saudável para chegar bem aos 90 anos de idade?

Encontramos muitos estudos sobre perdas físicas e cognitivas decorrentes da velhice, mas ainda há poucos que abordam com profundidade quais são os fatores que contribuem para que os impactos possam ser minimizados. Alimentar-se bem e fazer exercícios físicos, sem dúvida são boas recomendações. Morar bem é o que tem sido abordado agora no Ser Modular, exatamente recomendando que a manutenção de espaços e objetos deva ser relacionada ao que precisamos para satisfazer desejos e necessidades, descartando o que não contribua para o bem-estar.

Recentemente, o empresário Warren Buffett completou 90 anos de idade e Bill Gates o homenageou, destacando aspectos importantes de sua vitalidade (https://www.gatesnotes.com/About-Bill-Gates/Happy-90th-Warren).

Warren tem a agudeza mental de uma pessoa de 30 anos, a risada maliciosa de uma criança de 10 e a dieta de uma criança de 6 anos. Certa vez, ele me disse que olhou os dados e descobriu que os alunos do primeiro ano têm as melhores chances atuariais, então decidiu comer como um. Ele estava apenas meio brincando.

Destaca que ele dorme bem, mantém números de telefone de quem realmente importa e dedica-se a buscar meios de aplicar toda sua riqueza em necessidades sociais. Mas aponta para a importância de manter amigos, a partir das palavras do próprio Warren:

“Você se moverá na direção das pessoas com quem se relaciona. Portanto, é importante se associar a pessoas que são melhores do que você. Os amigos que você tem irão forma-lo conforme passa pela vida. Faça alguns bons amigos, guarde-os para o resto de sua vida, mas faça com que sejam pessoas que você admira e também gosta”.

O jurista Ricardo Lewandowski publicou, em sua coluna na Folha de São Paulo, que para o filósofo romano Cícero a velhice também “tem suas virtudes, não sendo razoável mostrar-se surpreso ou decepcionado com a sua inevitável chegada”, não havendo prazo prefixado para sua duração.

A vida continua plena enquanto for possível assumir os encargos que lhe são próprios. Os velhos, como regra, são mais corajosos e decididos do que os jovens. Por isso não devem se apegar nem renunciar ao tempo que lhes resta, mantendo sempre a altivez nos momentos finais.

Destaca que pode haver vantagens, já que os velhos ficam isentos de obrigações próprias dos jovens, sendo que a resistência e o inconformismo com as dificuldades que podem ser irreversíveis apenas dificulta o prazer de aproveitar essas vantagens, que não são as de ocupar um “aposento”, relacionando a mudança à inutilidade. Sempre haverá atividades para conexão com outros atores sociais que participam de quaisquer contextos de moradia, possibilitando a criação de novos vínculos e o preenchimento útil do tempo livre. Manter a mente aberta e flexível, ser modular, pode resultar em uma longevidade saudável e com bem-estar.

One comment on “Que cuidados pessoais podem promover uma longevidade saudável para chegar bem aos 90 anos de idade?

  1. […] se mantenham objetivos numa perspectiva positiva sobre a continuidade da vida, mesmo na velhice (https://sermodular.com.br/2020/09/18/que-cuidados-pessoais-podem-promover-uma-longevidade-saudavel-p…). O querido amigo Eduardo Meyer, criador do grupo Trabalho 60+, no qual participam profissionais […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.